terça-feira, 24 de maio de 2016

Jucá é alvo de denúncia no Conselho de Ética do Senado

O pedido foi protocolado nesta terça-feira, 23, pelo senador Telmário Mota (PDTRR) e pelo presidente nacional do PDT Carlos Lupi
No dia em que voltou para o Senado, o mesmo em que sua exoneração do Ministério de Planejamento foi publicado pelo Diário Oficial da União (DOU), Romero Jucá (PMDB-RR) vira alvo de processo disciplinar por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética.A acusação pode levar à cassação do senador.
O pedido foi protocolado na manhã detsa terça-feira, 24, pelo senador Telmário Mota (PDT-RR) e pelo p0residente nacional do PDT Carlos Lupi. Este ainda acusa o pmdebista de tentar obstruir investigações da Lava Jato.
Para basear o pedido, os políticos usaram trechos da conversa vazada de Jucá e do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. No diálogo, eles falam sobre suposto "pacto" para impedir avanço da Operação. 

Segundo os denunciantes, nos áudios "verifica-se que, durante toda a conversa divulgada, resta inequívoco o propósito do Denunciado de utilizar o governo de Michel Temer (PMDB) para atrapalhar ou impedir as apurações da operação contra os agentes políticos envolvidos".

O texto do documento diz ainda que "é clara - sem sombra de dúvidas - a intenção do Senador denunciado de buscar proteção pessoal e se esquivar do alcance das investigações, mediante um grande acordo. 
 O pedido faz uma analogia do caso de Jucá com o do senador cassado Delcídio do Amaral, que foi preso por tentativa de obstrução da justiça também por causa de vazamento de áudios. A representação contra Delcídio foi feita por um dos autores do processo contra Jucá, Telmário Mota. 

Na manhã desta terça, Jucá discursou na tribuna do Senado afirmando que não há nenhuma ação, no diálogo gravado, que demonstre tentativa de impedir a Lava Jato. 
Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse sua opinião, ela é muito importante!

:a :b :c :d :e :f :g :h :i :j :k :l :m :n :o :p