segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Felipão critica arbitragem e diz que expulsão atrapalhou o Palmeiras

Expulso ainda no primeiro tempo da derrota por 2 a 0 para o São Paulo, no Pacaembu, o técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari aproveitou a coletiva de imprensa para criticar a atuação do árbitro José Henrique de Carvalho, e dizer que é perseguido pela arbitragem do Campeonato Brasileiro.
André Vicente/Folhapress
"Acho que já está na hora de alguém dizer que eu sou perseguido pelos árbitros. Se ninguém fizer isso, vai chegar a hora em que eu não vou mais poder ficar no banco de reservas", reclamou Scolari.
O treinador palmeirense foi expulso aos 23min do primeiro tempo, quando disse que "uma criança de cinco anos sabe contar uma barreira de 11 metros", ao protestar contra a distância que a barreira do São Paulo estava em relação à bola, durante uma cobrança de falta para o Palmeiras.
"Se eu não puder dizer que uma barreira está na distância errada, é melhor eu ir embora e voltar a trabalhar fora [do país]", desabafou o técnico palmeirense.


Quando perguntado se teme ser punido pelas críticas aos árbitros, Scolari também criticou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).
"Só técnicos e jogadores são punidos, e isso é errado. Os árbitros também deveriam ser chamados pelo Tribunal nos julgamentos, porque eles podem escrever qualquer coisa na súmula do jogo", afirmou Scolari.
Antes de encerrar a coletiva de imprensa, o técnico falou sobre o jogo, e disse que o Palmeiras foi prejudicado com sua expulsão.
"Fomos prejudicados, claro, mas não fomos bem. Tomamos o gol e tentamos reagir, mas, quando tomamos o segundo gol, não dava mais. Perdemos porque o São Paulo foi melhor", concluiu o treinador do Palmeiras.
 Fonte: Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse sua opinião, ela é muito importante!

:a :b :c :d :e :f :g :h :i :j :k :l :m :n :o :p