sexta-feira, 5 de outubro de 2012

A chapa esquentou

Desde o apito final da partida do dia 6 de julho no PV, pela 9ª rodada da Série B, quando Ceará e Criciúma empataram em 2 a 2 - com um gol polêmico do Vovô no fim -, que um certo clima hostil para o jogo de volta, que acontece hoje, às 21h, na casa do Tigre, já estava criado.

(Foto: Kiko Silva)


"Quando o juiz apitou o jogo no PV, os jogadores deles disseram que iria ter a volta, que a gente ia jogar em Criciúma também", lembrou Daniel Marques, zagueiro do Ceará, deixando claro que os atletas alvinegros esperam um clima quente, dentro e fora de campo.

Tudo por conta de um lance aos 44 minutos do segundo tempo, que valeu o empate do Vovô, concretizado por Rogerinho, gerando reclamação por parte do Criciúma. Eles argumentaram que os cearenses não tiveram fair-play e não devolveram a bola no lateral que originou o gol.

Na confusão, foram expulsos Daniel Marques, do Ceará, o treinador Paulo Comelli e o atacante Lucca, ambos do time catarinense. O último, aliás, está sendo processado pelo técnico do Ceará, PC Gusmão, por tê-lo chamado de "vagabundo" e "safado" durante um bate-boca.

O treinador do Ceará, PC Gusmão, lembrou do episódio, mas não acredita que isso influenciará em campo. "Estou processando o menino que me desrespeitou, ele terá que vir aqui no dia 24, pela ação penal que movo contra ele, mas não vejo o porquê deles lá falarem que vai ter troca. Esse clima todo é para o torcedor soltar morteiro, torcer para o Criciúma. Já nós, que trabalhamos no futebol, temos que pensar apenas dentro de campo", comentou o técnico.

Agravante
Além dos ânimos acirrados pelo que ocorreu no jogo do turno, o Ceará também precisará superar um time que faz uma campanha sólida na Série B - disputando o título com o Vitória -, o que pode dificultar ainda mais a tarefa do Alvinegro. Este, depois do empate contra o lanterna Ipatinga no PV, precisa vencer o time catarinense para continuar sonhando com o acesso.

Ainda que a dificuldade seja clara, os jogadores do Ceará preferem que seja assim, como afirmam os dois que formam o ataque do time: Mota e Magno Alves. "Gosto de jogar partidas assim. Deixa o jogador ligado e se tivermos jogando bem, podemos colocar toda a pressão para eles. Vamos buscar a vitória", declarou o capitão Mota, recuperado de lesão na coxa.

Magno Alves reforçou o pensamento do colega. "É bom mesmo que seja assim, com este clima de decisão, quente", declarou o atacante.

Para a dura missão de vencer o forte time catarinense, o técnico PC Gusmão promove o retorno de Juca, que cumpriu suspensão e pode ainda surpreender, escalando o goleiro Dionantan no posto de Fernando Henrique. "Dionantan foi titular no treino porque quis testá-lo no time titular. Ele vem merecendo uma oportunidade, mas ainda não decidi quem joga", declarou PC.

(Foto: Kid Júnior)
Criciúma joga e seca o Vitória
Cada vez mais próximo da elite nacional, o Criciúma chega embalado por três vitórias seguidas. Se vencerem mais uma, assume a ponta provisória, com 58 pontos. O atual líder, o Vitória, tem 57 e só joga amanhã.

Assim, além do acesso, os catarinenses estão de olho no título da Série B do Brasileiro. "Nós vamos ter que fazer o dever de casa. Se o Vitória não vencer, a diferença fica menor ainda. Já tem time chegando atrás também. A gente tem que vencer em casa. É de suma importância esse jogo. Nós temos que fazer o nosso e vencer, já que uma hora eles vão tropeçar", afirmou o volante Fransérgio.

O jogador se apressou em rechaçar qualquer clima de revanchismo contra o Ceará pelos incidentes no PV. "O último jogo teve aquele acontecimento, mas já passou. Nada de rivalidade. Aqui em casa, temos que impor nosso ritmo e fazer nosso jogo".

O técnico Paulo Comelli prefere ressaltar as qualidades do Ceará ao relembrar as polêmicas do primeiro jogo. "Nós não podemos jamais pensar no jogo que aconteceu lá. Agora é outra situação. O Ceará é uma equipe técnica, que usa muito a posse de bola. Usa bastante o Apodi na direita e o Márcio Careca no lado esquerdo. Vai ser um jogo difícil", projeta o comandante.

Postura
Para ele, será necessário uma postura agressiva para vencer o Vovô. "Nós sabemos que vamos ter dificuldade e precisamos de uma postura correta na marcação e jogar como estamos jogando dentro de casa: vamos no impor com uma marcação forte pressionando o adversário para que possamos vencer", finalizou o técnico do Tigre.

Comelli terá importantes desfalques para a partida contra o Ceará. Na lateral direita, Ezequiel segue machucado e não poderá em campo. Eric, natural substituto, sofreu uma pancada na coxa esquerda e é dúvida. Diego Felipe pode ser a opção para o setor.

No meio campo, o camisa 10, Kléber é outro desfalque, já que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Caso queira manter o mesmo esquema das últimas partidas, Paulo Comelli deve optar por André Gava ou Giovanni Augusto. Outra possibilidade é adiantar o time e colocar o atacante Gilmar.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse sua opinião, ela é muito importante!

:a :b :c :d :e :f :g :h :i :j :k :l :m :n :o :p