quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Guarulhos faz limpeza de ruas após tempestade de granizo

Wilson Aprile de Oliveira/Leitor do R7
Após a chuva de granizo que atingiu Guarulhos, na Grande São Paulo, na terça-feira (21), a prefeitura e a Defesa Civil fazem a limpeza de galhos e entulhos que ainda estão espalhados pelas ruas nesta quarta-feira (22). De acordo com a defesa, pás foram usadas durante a madrugada para retirar gelo e entulhos, mas por causa da grande quantidade os trabalhos precisam continuar nesta manhã.
As regiões mais afetadas foram o centro e os bairros Vila Galvão e Gopoúva. Por volta das 8h desta quarta, ainda havia gelo na avenida Torres Tibagy, conhecida como anel viário, perto do Clube da Vila Galvão.

Os trabalhos devem incluir caminhões-pipa, que vão ajudar a derreter o gelo restante, pás para recolher entulho e varrição de galhos de árvores que caíram nas ruas. A Defesa Civil informou que as árvores foram muito prejudicadas por causa da tempestade de granizo.

Estragos

Policiais militares do 15º Batalhão receberam ao menos 300 solicitações referentes a interdições de via - seja por alagamentos, enchentes ou acidentes de trânsito com ocupação da rua - até o final da tarde de terça. Até a manhã desta quarta, a Defesa Civil fez um levantamento de 38 ocorrências relacionadas à chuva de granizo.

Não há registro de vítimas em estado grave. Duas escolas foram parcialmente destelhadas e as crianças foram retiradas das salas de aulas durante a tempestade. Os alunos não ficaram feridos e todos foram encaminhados para suas casas.
A forte circulação do ar e as correntes dentro das nuvens na tarde de terça foram responsáveis pela chuva de granizo que atingiu a cidade de Guarulhos. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as condições meteorológicas do dia já apontavam para uma chuva de granizo: nevoeiro na manhã, altas temperaturas no período da tarde e força na circulação dos ventos.

De acordo com meteorologistas, a mistura de calor e umidade é um combustível para grandes tempestades, chuvas de granizo, vendavais e relâmpagos. Em Guarulhos, por exemplo, a explicação para o granizo é a força com que as altas temperaturas da superfície atmosférica, em torno de 28ºC, entraram nas nuvens, que tinham uma temperatura muito baixa, de -70ºC. Por causa disso, a corrente ascendente foi muito violenta e foram formadas as pedras de gelo.
Fonte: R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse sua opinião, ela é muito importante!

:a :b :c :d :e :f :g :h :i :j :k :l :m :n :o :p