segunda-feira, 4 de junho de 2012

Conexão lenta frustra usuários nos aeroportos

Testamos a conexão WiFi gratuita da Infraero em Fortaleza e em São Paulo, que apresenta problemas

No Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, o acesso gratuito oferecido nas salas de embarque desde abril ainda apresenta problemas de lentidão e, no teste realizado pelo Tecno, não foi possível obter conexão Foto: José Maria Melo
Desde o mês de março está disponível nos principais aeroportos brasileiros o acesso à internet gratuito e ilimitado. A iniciativa, que atende aos usuários das áreas de embarque, é fruto de uma parceria da Infraero (estatal responsável pelos aeroportos) com três operadoras, que oferecem o serviço gratuitamente em troca de publicidade. No entanto, é preciso ter paciência, perseverança - e, principalmente, tempo - para desfrutar do serviço.


Em muitos locais, a conexão sem fio disponível é muito lenta, a ponto de inviabilizar o acesso por parte dos usuários. O Tecno constatou o problema em testes realizados há duas semanas nos aeroportos internacionais de Fortaleza e de Guarulhos (São Paulo).

Para ter direito ao acesso gratuito, o usuário deve se cadastrar na tela inicial que aparece em seu computador ou dispositivo móvel ao detectar a rede gratuita da Infraero em parceria com a provedora do acesso. Após o cadastro, para navegar, o usuário deve digitar seu login, sua senha e o número de seu cartão de embarque.

No teste em Fortaleza, feito na tarde do dia 24 de maio último, a lentidão da conexão não permitiu sequer a abertura da página inicial de cadastro. A conexão gratuita disponível no Aeroporto Internacional Pinto Martins, na capital cearense, é oferecida pela operadora TIM.

Contatada pelo Tecno, a assessoria de imprensa da Infraero em Fortaleza informou que não há relatos de insatisfação dos usuários quanto à oferta do serviço, que funciona desde abril. Até o fechamento desta edição, assessoria não informou, entretanto, a quantidade de usuários que se conectam à rede diariamente nem a velocidade da conexão.

Fazendo o mesmo teste no dia 25 de maio, desta vez no Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em Guarulhos, as tentativas de conexão através da rede gratuita Infraero/TIM também não foram bem sucedidas. Após o cadastro, na hora do login, uma mensagem de erro indicava que o número do cartão de embarque já havia sido utilizado para conexão - sem ter sido usado, na verdade.

Em nova tentativa, desta vez com a conexão gratuita Infraero/Linktel, o mesmo número do cartão de embarque foi aceito e a navegação finalmente foi possível - embora também apresentando lentidão que impossibilitou o download da edição do dia do Diário do Nordeste via aplicativo utilizado no tablet iPad.

Problema comumOs mesmos problemas constatados pelo Tecno nos dois aeroportos também são relatados pelo "Blog de Tec", do jornal Folha de S.Paulo, com relação a outros terminais Brasil afora. Segundo a publicação, no aeroporto de Congonhas, na capital paulista, "a internet é tão lenta que a página de login da Infraero demora mais de 10 minutos para carregar". "Para conseguir se logar ou criar um usuário, então, só com muita paciência. Foi preciso cerca de 20 minutos até conseguir completar o processo, para logo em seguida a internet parar de funcionar", relata o redator do blog, que tentou acessar a rede no dia 18 de maio.

Ainda segundo o blog, no Rio de Janeiro a situação é pior do que em São Paulo. No aeroporto internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), não foi possível se conectar à rede grátis em dois dias diferentes. Em um dia, a rede gratuita era detectada, mas não funcionava. Dias depois, ela sequer aparecia entre as redes disponíveis.

Nova operadora
A empresa Linktel Corporate anunciou em março deste ano que também ofereceria o acesso WiFi gratuito no aeroporto de Fortaleza. Segundo a empresa informou ao Tecno à época do lançamento do serviço, sua conexão WiFi gratuita nas salas de embarque do Aeroporto Pinto Martins poderia ser utilizada por tempo ilimitado, atendendo a até 4 mil usuários simultâneos. No entanto, até a semana passada, o serviço ainda não estava disponível.

A assessoria de imprensa da Infraero em Fortaleza afirmou que desconhece a iniciativa de operação da Linktel no terminal da capital cearense. Entretanto, a Linktel informou à reportagem que pretende passar a oferecer o serviço em Fortaleza nos próximos dias.

A companhia já disponibiliza o acesso WiFi gratuito no aeroportos de Congonhas e Guarulhos (em São Paulo), Juscelino Kubitschek (Brasília), Viracopos (Campinas), Galeão e Santos Dumont (Rio de Janeiro), Confins (Belo Horizonte) e Luís Eduardo Magalhães (Salvador). Em todos esses terminais, a velocidade de acesso é de 512 Kbps.

Fonte: Díário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse sua opinião, ela é muito importante!

:a :b :c :d :e :f :g :h :i :j :k :l :m :n :o :p