segunda-feira, 4 de junho de 2012

Trabalhadores da construção pesada paralisam atividades em Fortaleza

Trabalhadores da construção pesada paralisaram as atividades nesta segunda-feira, 4. Cerca de 8 mil operários devem paralisar os principais canteiros de obra da Capital.
Segundo informações do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Pesada e Montagem Industrial do Ceará (Sintepav-CE), o impasse das negociações se deu inicio pelo não cumprimento da data-base dos trabalhadores, que desde abril não se chega a um acordo.

Vamos paralisar todas as obras de mobilidade urbana e saneamento em Fortaleza, além das obras do PAC no interior do Estado”, afirma Raimundo Nonato Gomes, presidente do Sintepav.
Na Região Metropolitana de Fortaleza, 600 trabalhadores do Metrofor já estão em greve há mais de uma semana. Nas obras de Saneamento que estão no entorno do Castelão, serão 350 trabalhadores. Já nas obras da BR-222, 1.600 homens devem paralisar os trabalhos.

No Interior do Ceará, trabalhadores devem parar também obras como a transposição do Rio São Francisco, em Mauriti e reforma da BR-116, em Icó.

Reivindicações
A categoria reivindica 25% de reajuste, 300 reais em cesta básica, plano de saúde para o trabalhador e seus dependentes, participação nos lucros de 440 horas; Organização no Local de Trabalho de um para cada 200 trabalhadores; folga de campo a cada 60 dias aos trabalhadores que moram fora do estado, entre outros benefícios.
Fonte: O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse sua opinião, ela é muito importante!

:a :b :c :d :e :f :g :h :i :j :k :l :m :n :o :p